Quase 7 meses...

Posted by Raquel Ramos Thu, 19 Mar 2009 19:39:00 GMT

Ok…Aqui estamos!!!!

Quero pedir desculpa a todos que ainda passam por aqui, recebi vários e-mail, pessoas querendo saber como estamos, saber da nossa adaptação e se valeu a pena. Realmente sumimos, mas não tanto.

Eu fiz outro blog, já faz algum tempo, mas era apenas para a familia, hoje tomei a decisão de dividir com vcs, não estarei falando sobre processo de imigração e nem esperem que eu fale sobre trabalhos e outras burocracias no Canada. Existem blogs que sabem escrever muito bem sobre isso…Ok???!!!!

Aqui estarei apenas falando da minha adaptação, a visão que tenho sobre a cidade e o país, das minhas alegrias, tristezas, sonhos e conquistas.

http://connectioncanada.blogspot.com/

See you soon!!!

1 comment |

Três meses no Canada

Posted by Raquel Ramos Sat, 29 Nov 2008 22:40:00 GMT

Trabalho, estudo, adaptação, obstáculos, novos amigos…E a vida vai seguindo em frente.

A todos que ainda estão no processo esperando o visto e tb para aqueles que deram uma desanimada por conta das novas regras impostas pelo governo eu os digo para terem muita paciência e não desistam do sonho.

LUTEM POR ESSE SONHO, VALE MUITO A PENA.

Um grande abraço

Raquel e Daniel

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor"

-Goethe-

2 comments |

O primeiro food hamper...

Posted by Raquel Ramos Sat, 18 Oct 2008 05:16:00 GMT

…a gente nunca esquece…

Pegamos as dicas dos nossos amigos e fomos atrás do food hamper. Foi um pouco demorado conseguir, sempre que ligavamos pra la nao conseguiamos falar com ninguém ou ligavamos no horário errado, mas com um pouquinho de paciencia conseguimos depois de uma semana tentando. E lá fomos nós, do outro lado de Calgary buscar a tal cesta básica, que de básica não tem nada. Já sabiamos que era algo exagerado,mas mesmo assim nos supreendeu. Confesso que nos dois ficamos receiosos e envergonhados de irmos pegar a cesta, eh algo estranho pra nos ateh porque no site expecifica se voce REALMENTE esta precisando dessa ajuda, mas com cara e coragem e espirito de aventura la fomos nós.

Chegamos no local, havia algumas pessoas na fila, tudo bem organizado, pegamos a fila para mostrarmos nossos documentos e depois fomos encarar a fila da comida. As pessoas foram muito solícitas, educadas e simpáticas , fora o que já era de direito eles a toda hora oferecem mais e mais coisas perguntando se gostariamos disso ou daquilo, estavamos com vergonha e saimos recusando um monte de coisas que nos ofereceram a mais, como iogurts, ovos e mais ioguts,rs.

E la fomos nos com o carrinho de supermercado entulhado colocar no carro, caixas e mais caixas fechadas nem sabiamos o que tinha dentro. Chegamos em casa e la se foi 4 viagens do carro para o apartamento de tanta coisa. Depois fomos organizando tudo na cozinha e comecamos a ver o que tanto tinha dentro dos sacos que recebiamos, um monte de enlatados, sucos, macarrões de todos os tipos, biscoitos, cereais, mais e mais enlatados, sacos com lettuces, tomates, tortas,shampoos, vários pacotes de pães…E foi a vez de abrimos as caixas, ganhamos nada mais nada menos que 64 potes de iogurtes(!), junto com mais 8 potes grandes de mais iogurts (!!), nada mais nada menos que 12 peitos de frango (!!!) nada mais nada menos que 12 pacotes de salsichas (!!!!)…E boa parte pra vencer em um mes.(!!!!!!!!!!!!!!!!!) (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)

Bom, coitada da geladeira ficou lotada, não sabiamos mais onde guardar tanta coisa.Mas entragar não vai, depois vou repassar alguns itens para amigos,,jogar fora eh que não pode.

Valeu a pena, apesar desse direito, não pensamos em pegar fielmente a cada mes, a medida que precisarmos vamos la novamente.Não eh porque temos direito que vamos abusar, né verdade? Será uma boa economia, assim terminaremos de montar nossa casa e comprar mais algumas coisas necessárias.

Pra quem não sabe, o food hamper não eh do governo, eh uma ONG que ajuda os novos imigrantes e/ou pessopas necessitadas.

E aqui vai uma foto da nossa cestinha básica, para ver e crer!

 

13 comments |

Um mês e um pouco

Posted by Daniel Medeiros Tue, 07 Oct 2008 04:11:00 GMT

Depois de passarmos um mês na casa do Renato e da Mildred, finalmente nos mudamos. O Pedro deu uma grande força nos emprestando a Samu (como ele carinhosamente apelidou a Van que comprou), inclusive ajudando a carregá-la, para levarmos as nossas tralhas e um colchão emprestado,  enquanto não compramos o nosso. O apê até que é legalzinho, a Raquel, a princípio, não gostou muito porque fica no térreo (é um pouco devassado) e não tem varanda, mas no final nada disso é grande problema. Nem o fato de ter um poste de luz bem na janela do quarto (o que compensa enquanto não compramos luminária para o quarto). Detalhe: Pelo menos neste prédio, nos quartos não tem luz, mas parece que isto é meio normal aqui, o inquilino tem que colocar luminária. A propósito, enquanto descarregávamos o carro, uma senhora nos ouviu conversando e se aproximou: "Vocês falam português?" Ela era de BH e era o seu segundo dia de trabalho no prédio. Que coincidência!

Passamos alguns dias meio incomunicáveis, mas este sábado a Shaw veio instalar o telefone e Internet. A propósito, a Shaw tem um plano que, por 55 dólares, temos direito a ligações ilimitadas dentro do Canadá e Estados Unidos e ainda 1000 minutos para 50 países, incluindo o Brasil. Achamos uma boa para podermos entrar em contato com nossas famílias, pois nem todos usam computadores. Além disso podemos ligar para minha irmã, que mora nos EUA, e para o nossos amigos que moram no Canadá e EUA.

No domingo fomos à IKEA, comprar alguns móveis. Uma mesa de jantar e cadeiras, uma mesinha baixinha para a nossa futura TV na sala e um gaveteiro, para colocar as roupas. Detalhe: vem tudo desmontado, é no esquema de "monte você mesmo". (Alguém lembra dos aviõezinhos da Ravel?). Mas não é nada complicado se você seguir o manual (com cuidado, porque as peças não vem identificadas, na verdade não tem nada escrito, mas é tudo desenhado e dá pra entender pelas figuras). Tirando a parada para comprar um martelo, e considerando que o Renato nos emprestou uma Parafusadeira elétrica, tudo ficou pronto em cerca de duas horas. Sem a parafusadeira, acho que demoraria no máximo umas 3 horas.

Não posso esquecer de comentar os "passeios" que fizemos neste nosso primeiro mês. Elbow Falls, Johnston Canyon, Lake Louise e Moraine Lake são lugares realmente muito bonitos. O engraçado é que eu tinha uma foto do Moraine Lake como papel de parede do meu computador e não sabia. Quando eu peguei, eu sabia que era de algum lugar próximo, mas quando a Raquel me falou, eu pensei que era engano dela e só acreditei quando ela me mostrou uma das fotos que tiramos e comparamos com a foto.

Sobre a faculdade, ainda não comecei a frequentar o laboratório, mas já assisti a algumas palestras. É bem interessante, toda semana tem, no mínimo, uma palestra para assistir. Sempre de alguém de uma outra universidade. É muito interessante para manter a turma atualizada do que está acontecendo no ambiente de pesquisa. Quinta feira já tem outra e eu estarei lá.  Para se pensar: fui a uma palestra sobre criptografia, que envolvia muita matemática (que alguns acham um assunto chato), e, antes da palestra, eles distribuem café e bolo. Sei que a grande parte do pessoal de informática é viciada em cafeína, mas será que o café era pelo vício ou pra evitar que o pessoal dormisse?

Essa semana também iremos à Biblioteca (tem uma "filial" perto da nossa casa). Além de podermos pegar livros, podemos pegar CD’s e DVD’s e eles tem até diversos cursos, inclusive um de Inglês, aos sábados,  para os "novos canadenses", como eles chamam. A Raquel deve entrar neste curso, acho que até eu vou entrar em um dos cursos deles também.

9 comments |

Mais um pouqunho de noticias

Posted by Raquel Ramos Wed, 17 Sep 2008 02:53:00 GMT

Estamos sumidos, assumimos, mas quando cada um de vcs chegarem nessa terra gelada vai entender que as primeiras semanas ninguém para.

            Continuamos hospedados na casa da Mildred e Renato, mas tenho agradecido a Deus todas as noites por termos conhecido pessoas tão bacanas, acredito que na vida nada é por acaso, estamos felizes por essa acolhida enquanto não nos mudamos, eles tem nos ajudado muito, fora que estamos nos divertindo muito com seus filhos e com o ótimo bom humor do casal, alias juntando o nosso bom humor com o deles estamos dando boas risadas. Mas não vou fazer muita propaganda não porque senão eles vão acabar distribuindo senhas por aqui, rs.

            Bom, finalmente conseguimos alugar um apartamento. Não sabemos se foi a época que chegamos (começo de aulas) ou a localização que escolhemos para a nossa nova moradia, mas foi bastante estressante conseguir alugar. Por conta do mestrado que o Daniel conseguiu, saímos do Brasil com a intenção de morar próximo da University of Calgary, e nas vésperas de viajarmos conseguimos agendar uma entrevista de um apartamento ao lado da universidade, mas não conseguimos, ainda tentamos outros no mesmo condomínio e nada.

Uma dica para os que estão chegando, venham na metade do mês porque aqui quase todos os aluguéis começam no primeiro dia do mês. Chegamos no dia 31 de agosto e os melhores locais já estavam sendo alugados. Conclusão conseguimos alugar um local bem bacana, mas só vamos nos mudar no primeiro dia de outubro.

            Acho que temos muita coisa pra contar, mas confesso que ando bem preguiçosa para escrever e o teclado não tem ajudado. Mas gostaria muito de passar resumidamente minha impressão sobre a cidade. Calgary é considerada uma cidade grande para o Canadá, mas tem traços e costumes de cidade pequena, é uma cidade bem espalhada e quase não tem prédios altos, a não ser em downtown. É calma, tranqüila, o sistema de transporte é bem eficiente (depois faço um post sobre isso) e os pedestres são super respeitados, as pessoas são simpáticas e muito educadas. Alem disso é uma cidade muito arborizada, muito bonita e organizada. Para quem saiu do Brasil…Nossa!… Calgary vai surpreender e muito, mas pra melhor, muito melhor.

Estamos cada dia mais felizes aqui, sabemos que teremos ainda muita coisa pela frente e nossa visão ainda é de turista (turista que já pegou muito ônibus e trem), mas embora eu não acredite naquele ditado que diz que a primeira impressão é a que fica, hoje torço para que esse ditado seja verdade.

 

Um grande abraço a todos

 

7 comments |

Older posts: 1 2 3 ... 10